Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Desavença política acaba em morte durante festa de aniversário

O guarda municipal Marcelo Arruda comemorava 50 anos quando bolsonarista invadiu o local.

Marcelo Arruda comemorava aniversário de 50 anos (Foto: Reprodução)

Uma festa de aniversário terminou em tragédia na cidade de Foz do Iguaçu, nesse sábado, 9. O guarda municipal Marcelo Arruda, que comemorava 50 anos, celebrava o evento com temática do PT, quando um agente penitenciário invadiu o local.

Testemunhas relataram que Arruda comemorava o aniversário com amigos e familiares na sede da Associação Esportiva Saúde Física Itaipu (Aresfi), e em certo momento o agente penitenciário federal Jorge José da Rocha Guaranho apareceu gritando “Bolsonaro” e “mito”. Ele estaria acompanhado de uma mulher e uma criança pequena.

Algumas pessoas convenceram Guaranho a ir embora, mas ele ameaçou voltar. Foi então que Marcelo Arruda resolveu buscar a sua arma no carro, mas, ao chegar no estacionamento, foi baleado pelo agente penitenciário com pelo menos dois tiros. Ele ainda conseguiu reagir e alvejou o bolsonarista na cabeça.

Os dois foram socorridos e encaminhados ao Hospital Municipal Padre Germano Lauck. A imprensa local informou que o hospital havia confirmado a morte de Guaranho. Porém, a Polícia Civil, que havia confirmado o óbito, retificou a informação e disse, agora, que ele está vivo e sob custódia, em estado grave, na unidade de saúde.

Marcelo Arruda deixa esposa e quatro filhos, um deles um bebê de apenas 1 mês. Foi guarda municipal por 30 anos e nas eleições de 2020 se candidatou à prefeitura de Foz do Iguaçu. Os jornais locais não deram mais informações sobre a família e histórico político de Jorge José da Rocha Guaranho.

Matéria atualizada às 20h19 para retificar a informação sobre o estado de saúde do agente penitenciário federal Jorge José da Rocha Guaranho

Carregando