Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Presidente eleito da Câmara ameaça vereadora no interior do Maranhão: “vou pisar na sua cara”

Ânimos se acirraram após a parlamentar acusar o vereador de ter sido condenado a devolver R$ 254 mil desviados da Câmara.

Uma discussão durante sessão na Câmara de Vereadores de Trizidela do Vale – cidade distante 280 km de São Luís, nessa quarta-feira, 13, resultou em falas graves do presidente eleito da casa, o vereador Francisco Martins Pereira, o Corró (PDT), que, ao rebater uma acusação da vereadora Emileny Oliveira (PDT), disparou: “Vou pisar na sua cara”.

Corró, segundo da esquerda para a direita, foi acusado pela vereadora de ter sido condenado pela justiça (Foto: Reprodução)

Durante o seu discurso, a vereadora Emileny acusou Corró de ter sido condenado a devolver R$ 254 mil desviados da Câmara. “É esse presidente, corrupto, que vocês querem eleger?”, afirmou, com documentos em mãos.

Documento que a vereadora postou em suas redes sociais (Foto: Reprodução)

A sessão em que o vereador Corró foi eleito para o biênio 2023-2024 foi anulada por supostas irregularidades, como declarou o atual presidente, Ricardo Maia: “A referida eleição fora realizada às pressas, com portas fechadas e sem conhecimento devido da sociedade, não obedecendo os trâmites legais, que constam no regimento interno e a lei orgânica do município”.

Corró afirmou que a eleição da Mesa Diretora da Câmara está nas mãos da justiça: “Não se preocupe com isso, que isso não é seu problema, a responsabilidade é minha e você também não é santinha não, que eu sei que tem alguns problemas”, disse. E completou: “Eu vou pisar na sua cara”.

A vereadora, que é Procuradora Especial da Mulher na Câmara Municipal de Trizidela do Vale, afirmou que Corró foi infeliz na ameaça e cometeu violência política contra a mulher.

A vereadora emitiu Nora de Repúdio pelas declarações do presidente eleito da Câmara.

Em suas redes sociais, o vereador Corró alegou que a palavra “pisar” significaria “passar” na cara, porque “tais calúnias são falsas. Jamais iria agredir uma mulher”.

Publicação do vereador Corró em suas redes sociais (Foto: Reprodução)

O verador também publicou Nota de Repúdio, na qual rebate as acusações feitas pela vereadora Emileny Oliveira.

Nota de Repúdio publicada pelo vereador Corró em suas redes sociais (Foto: Reprodução)

Carregando