Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Anvisa manda suspender venda de tempero após encontrar fragmentos de insetos

Anvisa proibiu a comercialização do produto e determinou o recolhimento de um lote após comunicado da fabricante

Foto: Reprodução

A comercialização e distribuição da canela moída da marca Pirata está proibida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) após constatar a presença de fragmentos de insetos e de pelo de roedor. A decisão foi tomada após a Vilma Alimentos, empresa responsável pela produção do alimento, enviar um comunicado de recolhimento voluntário.

De acordo com decisão publicada no Diário Oficial da União dia 13 de julho, a Anvisa afirmou que, em análise fiscal realizada pela Fundação Ezequiel Dias (Funed-MG), foram encontrados seis fragmentos de insetos — um indicativo de falhas de boas práticas de fabricação — e quatro fragmentos de pelo de roedor — matéria estranha que indica risco —, ambos acima dos limites tolerados.

No texto, a agência ressalta que as substâncias foram encontradas em tubos de 40g do lote 549534ZS, com validade em 14/06/2023. Os fragmentos infringem o inciso IV do art. 48 do Decreto-Lei nº 986 e art. 4º, 5º e 6º da Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) nº 623.

Procurada, a Vilma Alimentos não se manifestou sobre o caso.

Carregando