Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Capturada no Maranhão dupla suspeita de envolvimento em morte de advogado no Piauí

Um dos envolvidos é ex-policial militar, que foi expulso da corporação após resistência à prisão.

Dupla presa em Peritotó é apontada como suspeita pela morte de advogado (Foto: Divulgação)

Uma força-tarefa, realizada pelo sistema de Segurança Pública do Piauí e a Polícia Civil do Maranhão, com apoio da Polícia Militar maranhense, resultou na prisão de dois suspeitos de participação na morte do advogado Raimundo José Costa Siqueira, ocorrida no dia 6 de abril deste ano, no município de Luís Correia (PI). Um terceiro elemento, identificado como Heliton Borges Machado, não foi localizado.

A dupla foi localizada e presa na manhã dessa quarta-feira (20), na cidade de Peritoró (MA). As forças de segurança informaram ter encontrado um dos suspeitos na porta de uma residência, localizada na Rua da Eletronorte, armado com uma pistola 380, com 19 munições intactas. Ele seria, também, autor de um homicídio contra um policial rodoviário federal, ocorrido no Paraná.

Ainda em Peritoró, após cumprimento ao mandado de prisão do primeiro suspeito, as buscas continuaram para localização do segundo investigado, que portava uma pistola 9mm. Também foi dado cumprimento ao mandado de prisão contra o indivíduo, que é ex-policial militar expulso da corporação, após resistência à prisão.

Durante as abordagens aos suspeitos, foram apreendidos R$ 56.670, em espécie; rádios comunicadores e vários dispositivos telemáticos.

Após a formalização do auto de prisão em flagrante, os presos foram apresentados ao Greco/ PCPI, para a continuidade das investigações dos crimes em que estão envolvidos no estado do Piauí.

Desaparecimento

Antes do desaparecimento, o advogado foi visto na companhia do cabo Anderson, da Polícia Militar, que presenciou criminosos atirando na cabeça do advogado e levando a vítima.

Em depoimento, o cabo Anderson contou que foi atingido com um tiro de raspão na perna e conseguiu fugir para o matagal. Já o advogado, segundo a testemunha, foi atingido com um tiro na cabeça e teve o carro levado pelos criminosos.

O delegado Tales Gomes revelou que a suspeita da motivação da morte do advogado esteja relacionada com prática de crime e divergência na ação criminosa que os suspeitos e a vítima vinham executando.

Carregando