Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Unidade de Acolhimento promove visita cultural ao Centro Histórico de São Luís

Acolhidos aproveitaram para tirar fotos e registrar na memória as boas lembranças da atividade.

O Centro Histórico de São Luís foi o cenário escolhido pela Unidade de Acolhimento Estadual para um passeio lúdico, cultural, educativo e interativo, destinado aos seus acolhidos. Trata-se de mais um assunto semanal das atividades terapêuticas ocupacionais de cunho educativo-culturais da UA.

Acolhidos da Unidade Estadual visitaram o Centro Histórico de São Luís (Foto: Divulgação)

“Os acolhidos tiveram a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre o Centro Histórico, que reúne cerca de quatro mil imóveis tombados pela União e mantém intacto o traçado urbano do século XVIII. Um exemplo valioso de cidade colonial portuguesa adaptada às condições climáticas da América do Sul equatorial”, destacou Dacia Almeida Mendes, terapeuta ocupacional .

“A equipe multidisciplinar da Instituição promove nesse contexto dinâmicas grupais, na qual são expostos os conteúdos estudados sobre ética, cidadania, arte, valorização, planos pós-alta, sociedade e muito mais”, frisou a enfermeira Daiane Costa, coordenadora da unidade.

De acordo com a assistente social Cleyciane Líster, atividades dessa natureza possibilitam aos acolhidos criar e recriar o mundo, atribuir novos significados, experiências e se reestruturar: “O ambiente físico do nosso serviço, de caráter residencial, é importante para o desenvolvimento do tratamento. Por isso, a vivência de atividades do universo externo, da realidade com a sociedade possibilita um amplo repertório de lembranças, observações, estimulação da reflexão da vida, da investigação e exploração, além de levantar hipóteses da construção e o desenvolvimento de um novo olhar, pensamentos e linguagem”, ressaltou.

Acolhidos, ao lado dos profissionais da UA, aproveitaram para tirar fotos e registrar na memória as boas lembranças da atividade (Foto: Divulgação)

Além de expandirem seus conhecimentos históricos, os acolhidos, ao lado dos profissionais da UA, aproveitaram para tirar fotos e registrar na memória as boas lembranças da atividade.

Gerenciada pelo Instituto Vida e Saúde (INVISA), a Unidade de Acolhimento Estadual está instalada na Rua dos Acapus, nº 24, quadra 77 – Jardim Renascença I.

Carregando