Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Com 47 passagens na polícia, preso por matar a ex no RJ diz: ‘Dei tiro nela, muitos’

Sarah Pereira, de 24 anos, foi assassinada na madrugada dessa terça com 16 tiros.

Queven da Silva e Silva, 26 anos, foi preso por matar a ex-mulher (Foto: Henrique Coelho / g1)

Uma mulher de 24 anos foi assassinada dentro de casa com 16 tiros, na madrugada desta terça-feira, 26, no Centro do Rio de Janeiro. O autor do feminicídio é o ex-namorado da vítima, que confessou o crime na delegacia.

O autor, identificado como Queven da Silva e Silva, de 26 anos, relatou à polícia que chegou na casa, viu um “cara lá pelado” e atirou várias vezes na ex-mulher. Sarah Pereira morreu no local, e os filhos de Sarah — um bebê de 2 meses e uma criança de 4 anos — estavam em outro cômodo, mas não se feriram.

“Dei um tiro na porta, subi, dei um tiro no portão, dei outro tiro na porta, entrei dentro do quarto, meu filho e minha filha deitados, o cara lá pelado, ela tinha corrido pro quarto da irmã dela, pedi para a irmã dela sair e matei ela. Dei tiros nela. Muitos”, disse o assassino.

Queven da Silva e Silva foi preso durante uma abordagem da equipe do Bairro Presente em um patrulhamento em Santa Teresa, na Região Central da cidade.

Ele foi abordado nas proximidades da Rua Almirante Alexandrino, com Rua Áurea. Segundo o PM da ocorrência, ele teria ido de mototáxi até a casa da vítima e, depois, se desfeito da arma no valão do Rio Comprido.

Queven tem 47 passagens pela polícia, por crimes de homicídio, roubo e tráfico, e mandados de prisão em aberto.

O último mandado, por roubo majorado (uso de arma de fogo mediante violência ou ameaça), foi expedido em abril de 2021 pela 41ª Vara Criminal do Rio.

Segundo a mãe de Sarah, ela apanhava do ex e era vítima de agressões. “Eu sempre falava, mas hoje em dia ninguém escuta ninguém. Ela tinha terminado, não queria mais nada com ele. Cadeia é pouco para ele, cadeia é pouco”, afirmou Beatriz

Carregando