Governo do MA anuncia instalação de indústria para produção de etanol e proteína de cereais

Serão investidos R$ 2,5 bilhões, com a geração de 2,5 mil novos empregos somente para a construção.

Fonte: Redação / Assessoria

O governador Carlos Brandão anunciou a instalação de uma unidade industrial do Grupo Inpasa para produção de etanol e proteína de cereais no Maranhão. O anúncio foi feito durante visita à indústria, na planta de Dourados, no Mato Grosso do Sul, na tarde desse sábado (30).

Carlos Brandão anunciou instalação de uma planta industrial do Grupo Inpasa em Balsas (Foto: Divulgação)

Brandão destacou o vultoso investimento que deverá gerar mais de dois mil empregos somente para a construção da indústria. “Serão investidos um total de R$ 2,5 bilhões no sul do Maranhão, com a geração de 2,5 mil novos empregos somente para a construção, e 1,5 mil depois da fábrica pronta. Essa é uma grande conquista para o agronegócio e para os trabalhadores maranhenses, e um grande passo na industrialização do nosso estado”, afirmou o governador.

A nova unidade, prevista para o município de Balsas, será a quinta instalada no Nordeste e um marco importante para o desenvolvimento industrial e sustentável na região. O grupo Inpasa é reconhecido por sua atuação nos segmentos de biocombustíveis, proteína para nutrição animal e óleo vegetal provenientes do processamento de diversos cereais, além da energia elétrica.

A planta industrial está projetada para processar um milhão de toneladas de cereais, resultando na produção de 460 milhões de litros de etanol, 230 mil toneladas dos chamados grãos de destilaria (DDGS), 23 mil toneladas de OIL Premium e 200 GWH/ano de energia elétrica.

O vice-presidente do Grupo Inpasa, Rafael Ranzolin, falou da expectativa da empresa com a unidade em Balsas. “Agradecemos ao governador Carlos Brandão e a todo o estado do Maranhão pelo acolhimento à Inpasa. Conseguimos estruturar todo um trabalho para a gente realmente instalar uma indústria, um grande empreendimento que vai ser beneficiado pela logística consolidada que já existe no Maranhão. Uma grande parceria nossa com o governo e os produtores para gerar emprego e renda”, explicou Ranzolin.

A nova unidade da Inpasa contribuirá para a verticalização da produção, liquidez do setor e fomento a uma indústria limpa e sustentável. A previsão é de que a pedra fundamental seja lançada ainda em outubro.

Acompanharam a visita os secretários de Estado da Indústria e Comércio, Júnior Marreca; e da Fazenda, Marcellus Ribeiro; o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema), Edilson Baldez, e sua comitiva; o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Maranhão (Faema), Raimundo Coelho; e empresários do agronegócio. A Inpasa foi representada pelo presidente José Lopes; e o vice-presidente, Rafael Ranzolin e diretoria do grupo.