Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

22.786 casos confirmados no Maranhão com 5.271 recuperados e 784 óbitos pela Covid-19

São Luís possui 7.917 casos confirmados. Imperatriz, 1.431. Santa Inês, 756; São José de Ribamar, 642; Chapadinha, 631 casos confirmados

Foto: Reprodução

O Maranhão possui 22.786 casos confirmados da Covid-19. Foram 1.595 novos casos no boletim divulgado neste domingo (24), sendo 449 em São Luís, 50 em Imperatriz e 1.096 nas demais regiões. 784 pessoas já perderam a vida e 5.271 pacientes já estão recuperados. 15.769 casos já foram descartados e há 1.394 suspeitos. 38.506 testes já foram realziados.

São Luís possui 7.917 casos confirmados. Imperatriz, 1.431. Santa Inês, 756; São José de Ribamar, 642; Chapadinha, 631 casos confirmados; Codó, 410; Buriticupu, 367; Barra do Corda, 365 e Paço do Lumiar, 330 são os municípios com maior número de casos.

Internações

15.212 pacientes estão em isolamento domiciliar. 1.056 estão em enfermarias, sendo 215 na rede particular e 841 na rede pública. 463 pacientes estão em UTIs, sendo 114 na rede particular e 349 na rede pública de saúde.

97,83% dos leitos do SUS de UTI na capital já estão ocupados. A taxa de ocupação dos leitos do SUS de enfermaria em São Luís está em 76,86%. Em Imperatriz, 100% dos leitos de UTI estão ocupados. 93,83% dos leitos de enfermaria em Imperatriz estão ocupados.

Nas demais regiões do estado, 69,91% dos leitos de UTI já estão ocupados. Já em relação aos leitos do SUS de enfermaria, 64,71% estão ocupados.

Óbitos

30 novos óbitos foram registrados no Maranhão segundo boletim deste domingo. 6 em São Luís; 6 em Lago da Pedra; 3 em Barra do Corda; 2 em Paço do Lumiar; 2 em Tutóia e 1 óbito em Anapurus, Mata Roma, Coelho Neto, Brejo, Vitória do Mearim, Imperatriz, Pastos Bons, Santa Quitéria, Paulino Neves e Timon.

481 óbitos registrados são do sexo masculino, o que totaliza 64%. 273 óbitos, do sexo feminino, o que totaliza 36%.

Em 87% dos óbitos havia registro de alguma comorbidade. Em 13% não existia registro de comorbidades.

Em 465 óbitos a comorbidade relatada foi hipertensão arterial. Em 296 casos, a diabetes. Já em 90 óbitos existia a cardiopatia.

Especialistas ouvidos pelo Jornal Pequeno detalharam como essas comorbidades refletem no número de óbitos no estado.

Carregando