Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Veterinário que matou dono de pizzaria com nove tiros tem prisão preventiva decretada

O Poder Judiciário atendeu representação pela conversão da prisão temporária cumprida no último dia 29 de setembro

Eduardo Viegas foi morto a tiros dentro de clínica veterinária (Foto: Divulgação)

A Polícia Civil do Maranhão deu cumprimento ao mandado de prisão preventiva de Daniel Leite Cardoso, veterinário que matou o empresário Eduardo Viegas Costa com nove tiros. O crime aconteceu no dia 9 de setembro, dentro de uma clínica veterinária, no bairro Monte Castelo, em São Luís.

O Poder Judiciário atendeu representação pela conversão da vigente prisão temporária cumprida no último dia 29 de setembro.

O inquérito policial está em fase de conclusão na Delegacia de Homicidios da Area Leste da SHPP.

O Caso

O crime ocorreu após discussão dentro de uma clínica veterinária, na noite de 9 de setembro, no bairro Monte Castelo, em São Luís.

De acordo com boletim de ocorrências da Polícia Militar, a vítima foi identificada como José Eduardo Viegas Costa, 39 anos, que seria proprietário da Pizzaria Tio Tomate, morto com nove tiros por um médico veterinário, prestador de serviços da clínica, após divergências sobre o valor da consulta de um animal de estimação.

Conforme informações do Batalhão Tiradentes da PM, a vítima e o veterinário tiveram uma áspera discussão, que evoluiu para agressões físicas, até o funcionário sacar uma arma e atingir mortalmente o empresário com vários tiros.

Eduardo Viegas foi atingido com disparos na cabeça e no ombro, segundo a polícia. A vítima ainda foi socorrida por uma equipe do Samu, mas não resistiu e foi a óbito no local.

A companheira do empresário, que estava com ele na hora do ocorrido, também foi atingida com um disparo na mão.

Carregando