Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Perito afirma que morte de garoto em Ribamar é muito estranha

Polícia Civil investiga se disparo foi efetuado de forma acidental pela própria vítima

A Polícia Civil investiga a morte de João Pedro, que pode ter sido vítima de tiro acidental (Foto: Divulgação)

Nessa terça-feira (13), um garoto de 12 anos, identificado como João Pedro Moraes de Lima, foi encontrado morto com um tiro na cabeça, dentro de casa, no bairro Moropóia, na cidade de São José de Ribamar. Vizinhos ouviram um disparo no local e acionaram a polícia.

Segundo informações do perito Jocélio, do Instituto de Criminalística (Icrim), que esteve na cena do crime, o disparo atingiu a parte superior da cabeça do adolescente, que estava deitado em um sofá no corredor da casa. A arma usada não estava no local, também conforme o perito.

“Uma situação muito estranha, principalmente pela localização da ferida. Nada está descartado. O corpo será removido para o IML, onde assistiremos à necropsia, e analisaremos com o médico legista para chegarmos a um denominador comum. Nós temos uma tese que vai ser confirmada com o exame dele”, explicou o perito.

TIRO PODE TER SIDO ACIDENTAL

O Jornal Pequeno apurou que o garoto estava sozinho antes de ser encontrado sem vida. Relatos iniciais sobre o caso sugeriam que a vítima teria atirado contra sua própria cabeça, de forma acidental, com uma arma que estaria no guarda-roupas da casa.

De acordo com o delegado-adjunto da cidade, Paulo de Tarso, os pais e vizinhos seriam ouvidos ainda ontem, para que sejam feitas as primeiras conclusões sobre o caso. Nenhuma possibilidade será descartada, conforme o delegado.

Carregando