Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Fazendeiro que assassinou companheira em Balsas não aceitava o fim do relacionamento

Francisco responderá pelo crime de feminicídio, e segue preso no presídio local, onde aguardará à disposição da Justiça.

Francisco de Oliveira teria matado Sandra Cristina por não aceitar o fim do casamento (Foto: Divulgação)

O fazendeiro Francisco de Oliveira, de 70 anos, preso em flagrante pelo assassinato brutal de Sandra Cristina de Sousa, 57, ocorrido na noite da última sexta-feira (19), em Balsas, não aceitava o fim do relacionamento, conforme a polícia. A morte da mulher, que foi gravada pelas câmeras de segurança da residência do casal, chocou a cidade.

De acordo com informações da delegada Rosa Lina Moura, titular da Delegacia da Mulher em Balsas, durante interrogatório ele não confessou e utilizou o direito de permanecer em silêncio.

“No entanto, segundo depoimento dos policiais militares que consta nos autos, ele teria afirmado que matou sua esposa em virtude do fim do relacionamento amoroso. Estava indignado, insatisfeito e inconformado”, revelou a delegada ao Jornal Pequeno.

Francisco de Oliveira, ainda dentro do imóvel, localizado no Setor Industrial, esfaqueou a vítima no olho. Ela conseguiu correr para rua, mas foi cercada pelo fazendeiro que a agrediu com um pedaço de madeira. Já com a mulher no chão, ele pega blocos de concreto para continuar o espancamento.

O vídeo e os materiais usados no feminicídio já estão em posse da polícia. O homem foi capturado pela Polícia Militar, na manhã de sábado (20), horas depois do crime, quando tentava fugir.

Francisco responderá pelo crime de feminicídio e segue preso no presídio local, onde aguardará à disposição da Justiça.

Carregando