Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Suspeito de envolvimento no assassinato de médico em Imperatriz se entrega à polícia

Investigado seria amigo do Policial Militar Adonias Sadda, autor do disparo que matou Bruno Calaça.

Ricardo Barbalho se entregou à polícia nesta segunda-feira (Foto: Reprodução)

Mais um suspeito de envolvimento na morte do médico Bruno Calaça, assassinado com um tiro no último dia 26 de julho em Imperatriz, foi preso nesta segunda-feira, 9. Ricardo Barbalho, que é bacharel em Direito, estava com a prisão decretada e se entregou à polícia.

Ricardo Barralho seria amigo do Policial Militar Adonias Sadda, autor do disparo que matou o médico. Os dois aparecem em imagens das câmeras de segurança do local empurrando a vítima, momentos antes do assassinato.

Leia mais: PM deve ser processado por homicídio duplamente qualificado

De acordo com o delegado Praxísteles Martins, outro suspeito do crime ainda está foragido, mas a identidade do investigado não foi revelada.

O CRIME

Uma festa realizada na madrugada de segunda-feira, 26 de julho, na Avenida Beira-Rio, em Imperatriz, terminou com um médico recém-formado assassinado com um tiro.

Informações iniciais apontam que Bruno Calaça Barbosa, de 24 anos, estava na festa quando ocorreu uma discussão entre ele e uma terceira pessoa, ainda não identificada. Testemunhas afirmam que nesse momento o policial militar Adonias Sadda teria disparado e atingido a vítima.

Após o crime, segundo relatos de testemunhas, o PM entrou no próprio carro e fugiu em rumo ignorado.

A Polícia Militar se deslocou até o local para investigar o caso, e trabalha com imagens das câmeras de segurança do estabelecimento para esclarecer o caso.

Carregando