Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Polícia prende suspeito de matar prefeito em campo de futebol

Indivíduo, que é afilhado e primo de segundo grau da vítima, confessou o crime no momento da prisão.

Felipe Anderson, principal suspeito de matar prefeito Zé Filho, foi preso nesta sexta-feira em Teresina (Foto: Reprodução)

A Polícia Civil prendeu, na manhã desta sexta-feira (3), em Teresina, Felipe Anderson Seixas, 25 anos, suspeito de matar o prefeito Zé Filho (Progressistas), de Madeiro, a 240 km ao Norte da capital piauiense.

A prisão foi coordenada pelo delegado Bruno Ursulino, do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP). O suspeito, que é afilhado e primo de segundo grau do prefeito, confessou o crime no momento da prisão.

Ele alegou que estava se sentindo perseguido pelo gestor após a morte de seu pai, ocorrida no ano passado vítima da Covid-19. Pai e filho eram funcionários da prefeitura até antes de Zé Filho assumir. Após a posse do prefeito, os dois foram exonerados. Entretanto, a motivação está sendo investigada pela polícia.

“Nós estávamos realizando uma série de diligências na cidade de Madeiro e quando chegamos em Teresina a defesa do acusado fez contato com a gente para negociar os termos de entrega dele. Na manhã de hoje fomos buscá-lo e fizemos a prisão e condução dele até o DHPP. Ele confessou o crime e alegou que a motivação seria pessoal, pois ele estaria sendo vítima de perseguição por parte do prefeito, pois Zé Filho teria afastado o pai dele do setor de transportes do município. Além disse, ele estaria espalhado um boato de que Felipe teria um caso extraconjugal com a própria madrasta e isso foi consumido ele gerando a vontade de matar o prefeito. Nesse momento ele se encontra na sede do DHPP, mas será conduzido para Central de Flagrantes, onde ficará à disposição da Justiça”, declarou o delegado Bruno Ursonilo.

Na quarta-feira (1º), o vice-prefeito de Madeiro, Pedro Teixeira Junior, o Pedro Filho (Progressistas) tomou posse como prefeito do município.

O crime

Zé Filho, de 43 anos, foi morto no fim da tarde de domingo (28), quando estava em um campo de futebol no município.

O crime ocorreu em uma via pública no momento em que a vítima entrava em seu veículo, oportunidade em que Felipe Anderson, se utilizando de uma arma de fogo, desferiu três disparos contra a vítima, o atingindo na região da cabeça, peito e ombro. Imediatamente após o fato, o autor se evadiu do local.

A vítima chegou a ser encaminhada para o hospital do município de Luzilândia, mas não resistiu aos ferimentos e foi a óbito.

O gestor assassinado nasceu no dia 1º de outubro de 1978. Ele era motorista, quando foi eleito para vereador em 2014. Em 2020 foi eleito ppara o cargo de prefeito.

Carregando