Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Empresário que matou a esposa a tiros em Dom Pedro vira réu pelo feminicídio

Acusado, que está preso no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, deve ir a júri popular.

Rony Veras virou réu por acusação de matar a esposa (Foto: Reprodução/Instagram)

O empresário Rony Veras Nogueira, de 41 anos, virou réu por feminicídio após a Justiça aceitar denúncia do Ministério Público. Ele é acusado de assassinar a própria companheira a tiros, no dia 30 de abril, no município de Dom Pedro, distante 324 km de São Luís.

A vítima, Ianca Vale do Amaral, tinha 26 anos, e foi morta a tiros na residência do casal. Após o crime, Rony Veras permaneceu na casa, enquanto a polícia tentava convencê-lo a se entregar, no entanto, ele conseguiu fugir pelos fundos da residência, e só foi preso dois dias depois, em Vargem Grande. Agora, o acusado irá a júri popular.

O acusado é proprietário de um posto de combustível e de uma churrascaria na cidade de Dom Pedro. O casal tem uma filha de apenas um ano de idade.

De acordo com a polícia, o crime foi motivado por ciúmes, após uma forte discussão entre o casal. Ianca foi atingida com disparos na perna, cabeça, tórax e no braço. Ela foi a óbito no local.

No dia 3 de maio, durante audiência de custódia, foi mantida a prisão do empresário. Ele está preso no Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

Carregando